sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Cliché - Glamour Suede - Swatches

Olá.
Tudo?
Tudo!
A Cliché é assim, ou 8 ou 80. Quando nos presenteia com novidades nunca é uma colecção. São sempre às quatro e às cinco, como se estivessem atrasados para o Dia do Juizo Final.
E no meio disto tudo, quem perde o juízo sou eu que me ponho a comprar e a querer mostrar tudo aqui e etc. Uma canseira.
Claro que, de tudo o que a Cliché lançou neste santo ano de 2014, o que mais gostei foram os Sprinkles. Coisas mái fofas da mamã!
Mas, para quem não aprecia o texturizado, há muito por onde se contentarem.
Uma dessas mil novas colecções é esta. Mais uma Glamour que não faço ideia de como se sub-intitula, mas já que eles dizem que este acabamento é suede (???), pois chamemos-lhe assim.



No meu fecal entender, suede é camurça. Se alguma de vocês conseguir olhar para estes swatches e pensar em sapatinhos e casacos de meia-estação, pois parabéns. Isto a mim lembra-me tanto camurça como o rabo de um macaco se me lembra tupperwares, mas enfim.
Ora então vejamos os bichos...











Duas camadas de Cinza Cetim e ficamos com este resultado. Para mim é o segundo mais fofinho da colecção e lembra metal mastigado nas unhas. A diferença entre ele e um sand é que ele seca sem textura. Achei bonito.











O Rosa Cetim também não é feio. Duas camadas e este rosa queimado ganha um certo encanto.
No entanto, e só para não perder o hábito de ser chata, notem que o acabamento é suposto ser suede (ahahaha) mas todos se chamam "cetim". Isto é que vai cá uma maxarofada de conceitos. É quase como se tivesse acontecido uma explosão atómica na Feira dos Tecidos.











Fantasia Cetim. A única fantasia que tenho com ele é desejar que ele nunca tivesse existido. Azul cueca deslavado, com a pior pigmentação de todos e, para mim, perfeitamente dispensável.











Flor Cetim... epá, uma mistura entre a má pigmentação do Fantasia Cetim e a pinta do Rosa Cetim. No fundo, um lilás cabelo-de-velhas que não me titilou.











Fita de Cetim... este realmente lembra o nome, mas o avesso da fita. É um vermelho com um forte fundo de laranja, amoroso, que seca com aquele brilho emborrachado bem mais típico dos suede do que as primeiras gosmas que vimos, que eram quase uns foil.











Cetim Vogue. O único que eu definitivamente voltava a comprar, de toda a colecção. Lindo. Deslumbrante. Não adianta eu usar palavras perante estas imagens.
Lembra-me a pinta do meu falecido Vampira, da Eyeko, mas muito mais bonito.
E se ele já é lindo assim aborrachado, vejamos com uma simples lambidela de topcoat.

kkkkkkkkkkkkkkkkk



Jasus!! Deslumbrante! Lembra um bocadinho o Taboo, da Chanel. É féxium em último grau e vale pela colecção inteira.
Então é isto.... tirando os Sprinkles e aqueles sand, overdose da cor mais feia do mundo (castanhos), esta foi a última colecção que comprei inteira.
Ainda lá deixei quase todos dos Glamour Seda, que achei francamente desinteressantes, os da colecção Números (??), os tais Glamour Griffe, que são glitter aos molhos em bases coloridas e aquela colecção de Signos que só não deixei lá porque ainda não tinham chegado, senão deixaria, porque a temática é fofa, mas as gosmas são wha-te-ver total!!!
Se calhar menos lançamentos e bons, digo eu. Porque assim posso falar bem de tudo.

quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Glue-Marble Nails - um piqueno (sic) tutorial

Olá.
Tudo?
Tudo!
Então, andava eu pelas minhas andanças na internet quando se me deparei com um produto qualquer manhoso que prometia water-marbling, sem a water.
Olhei para aquela feitiçaria e desejei. No entanto não há informações acerca da coisa pelas internets da vida (só isso já é de deixar a pulga atrás da orelha), e a página dos gajos nem o preço da coisa tem. Uma pessoa tinha que introduzir os seus dados de crédito e tal, e só depois é que nos diziam quanto custava. Tá bem, abelha!
Em debate sobre de que se trataría esta magia medieval lá num grupo de FB que frequento, uma teve que alvitrou tratar-se de cola branca.
Ora experiências malucas são o meu nome do meio. Então nem foi preciso dizer duas vezes. Atirei-se-me ao frasco da cola como se não houvesse amanhã. Prontas para ver no que deu? Então força...

É pouco bom isto!! E mesmo que para vocês não sirva, o que é que perderam em experimentar? Meia dúzia de cêntimos de cola? É barato demais para o divertido que é este brinquedo.

Experimentem e digam qualquer coisa.

terça-feira, 29 de Julho de 2014

Ciúme - Cliché

Olá.
Tudo?
Tudo!
Saudades de usar um amarelinho básico...
E passar vontade para quê, quando tenho uns tão fofos ali, à espera de serem usados?
Ciúme - Cliché



















Um desses é o Ciúme, da Cliché.
De modo algum associo esta cor a este nome. Não faz sentido. A não ser que os níveis de ciúme sejam de tal maneira tóxicos que tenham destruído o fígado a uma pessoa e que a icterícia agora nos domine. De resto, não estou a ver.
Aleatoriedade do nome à parte, o Ciúme é um amarelo fofo que surpreende pelo simples facto de precisar de três tranquilas trinchadelas (digam isto três vezes depressa), ao invés das mil e sesicentas que eu contava que fossem ser necessárias.
Ele é clarinho, coisa que, aliada ao facto de ser gosma amarela, nunca nos faz esperar grandes facilidades. Mas não! é tranquilinho de passar, seca depressa e tem uma textura simpática.
Quando estamos com ele ao sol, dá para notar uma nota de fundo esverdeada. Algo que o acidifica. Mas na sombra fica suavezinho e fofo. Interessante, não?